Governança em Gestão de Pessoas


O Núcleo de Governança em Gestão de Pessoas existe para dar suporte e controlar as iniciativas de Gestão de Pessoas e buscar que estejam alinhadas à estratégia do Tribunal.

A abordagem estratégica de gestão de pessoas se delineou a partir da década de 1980, com o crescente reconhecimento da importância do capital humano na consecução de estratégias organizacionais, considerando-o uma vantagem competitiva (Lacombe e Tonelli, 2001).

Nesse contexto, o planejamento estratégico assumiu um papel importante no que se diz respeito à tomada de decisão. Ele atua como determinador e executor de ações direcionadas ao fim comum da organização, envolvendo a análise de eficiência e eficácia.

Diante do que foi dito, esclarecemos que a Política de Gestão de Pessoas, de que trata a Resolução nº 240/2016 do CNJ, conforme definição junto ao Comitê Gestor Local de Gestão de Pessoas, é delineada, no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, pelo Planejamento Estratégico de Gestão de Pessoas, objeto da Resolução nº 13/2018 do TJCE, tendo como objetivos, por exemplo, a promoção da valorização, da capacitação e do reconhecimento dos servidores; a promoção do bem-estar e da qualidade de vida dos trabalhadores; a garantia da excelência no atendimento; dentre outros objetivos descritos na link abaixo.

Dessa forma, a finalidade da presente página é informar aos stakeholders envolvidos na Política de Gestão de Pessoas do TJCE, bem como à sociedade de modo geral, sobre as ações, as práticas e os processos de gestão do capital humano que o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará busca perseguir.

Comitê Gestor Local de Gestão de Pessoas

Planejamento Estratégico de Gestão de Pessoas

Normativos da Área de Gestão de Pessoas

Monitoramento dos Indicadores